Lição 14: Verbos Passivos Coreanos

Esta Lição também está disponível em English.

 

 

Vocabulário

O vocabulário está separado em substantivos, verbos, adjetivos e advérbios com o objetivo de simplificar.

Clique na palavra em português para ver informações e exemplos dessa palavra em uso (provavelmente, você não entenderá a gramática contida nas frases neste momento, mas é bom ver à medida que avança em seu aprendizado).

Um arquivo PDF apresentando organizadamente essas palavras e informações extras pode ser encontrado aqui.

Substantivos:
냄새 (나다) = cheiro
청소기 = aspirador de pó
얼굴 = face/rosto
시장 = mercado
= corpo
= luz/fogo
숙제 = tarefa de casa
기억 = memória
상자 = caixa
바람 = vento
세금 = imposto

Verbos:
켜다 = ligar
끄다 = desligar
숨다 = esconder-se
숨기다 = esconder um objeto
고장내다 = quebrar
놓다 = colocar um objeto (sobre uma superfície)
눕다 = deitar
존경하다 = respeitar
대체하다 = substituir
제공하다  = fornecer, oferecer
포함하다 = incluir
내다 = fazer algo surgir/ocorrer
싸우다 = lutar
속이다 = enganar
감동하다 = impressionar
서다 = ficar de pé

Verbos Passivos:
잠기다 = ser/estar trancado
켜지다 = ser/estar ligado
꺼지다 = ser/estar desligado
나다 = ter algo que você não tinha
고장나다 = ser/estar quebrado
화나다 = ficar nervoso
짜증나다 = estar irritado
놓이다 = (um objeto) estar/colocar sobre uma superfície
열리다 = ser/estar aberto
닫히다 = ser/estar fechado
속다 = ser enganado

Advérbios:
자꾸 = repetidamente

Para ajudar a memorizar essas palavras, experimente o nosso Memrise.

 

Introdução

Esta lição tem muita gramática entediante e confusa. Eu já estou avisando agora.

Se você olhou o vocabulário da lição antes de ler isso, deve ter percebido alguma coisa estranha com algumas palavras. Muitas delas são muito parecidas. A razão disso é que hoje você vai aprender sobre verbos passivos em coreano. Apesar de ter estudado verbos passivos bem no início dos meus estudos, eu levei, na verdade, um ano para dominar de fato esse assunto – e não porque é muito difícil, mas porque eu nunca recebi uma explicação muito boa sobre verbos passivos.

Eu não gosto de explicar muita gramática da língua portuguesa nas minhas lições. Porém, uma compreensão do que são verbos passivos e como eles são usados em frases em português ajudará a entender as frases equivalentes em coreano.

Um verbo ativo é usado quando um sujeito realiza uma ação. Por exemplo:

Nos exemplos abaixo, o sujeito é “eu”.

Eu como
Eu aprendo
Eu abro

Verbos ativos costumam atuar sobre um objeto. Por exemplo:

Eu como arroz
Eu aprendo coreano
Eu abro a porta

A palavra “objeto” aqui se refere à parte do discurso sobre o qual o verbo pode agir. Às vezes, os estudantes se confundem e pensam que um objeto significa “uma coisa”, como “um lápis” ou “uma porta”. Teoricamente, qualquer substantivo pode ser um objeto de uma frase inclusive pessoas ou ideias abstratas, que não são consideradas “objetos” no sentido literal. Os objetos estão sublinhados nas frases a seguir, por exemplo:

Eu amo meu pai
Ele quer respeito

Alguns verbos ativos, por natureza, não podem agir sobre um objeto. Por exemplo, os verbos ativos estão sublinhados nos exemplos abaixo:

Eu fui ao parque
Eu cheguei ao parque

“O parque” nos exemplos acima não é objeto. O verbo não está agindo sobre essa parte do discurso. Dentro da frase, essa expressão só indica lugar.

Em todos os exemplos acima, independentemente de haver um objeto na frase ou não, o sujeito é quem realiza a ação. Todas as orações são ativas.

Orações passivas indicam que uma ação é realizada sobre o sujeito. Por exemplo:

Eu fui chutado
A porta foi aberta
O hambúrguer foi comido

Vamos olhar um verbo ativo e um passivo sendo usados em frases semelhantes:

  1. Eu abri a porta
  2. A porta foi aberta

No primeiro exemplo, “eu” sou o sujeito e eu realizei a ação (abrir) sobre o objeto (a porta).
No segundo exemplo, “a porta” é o sujeito e a ação (abrir) foi realizada sobre ela.

Abaixo, encontram-se mais alguns pares ativos-passivos para te ajudar a enxergar a diferença entre eles:

Todos os exemplos abaixo estão no presente. No passado, essas frases passivas (assim como a maioria das frases simples usadas no presente) não soam naturais. Por exemplo, eu nunca diria “eu ligo o computador”. Entretanto, estou usando o presente simplesmente porque essa é a forma “crua” da frase. Elas poderiam estar no passado, futuro e outras coisas complicadas poderiam ser adicionadas a elas.

Eu ligo o computador
O computador é ligado

Eu tranco a porta
A porta é trancada

Eu respeito meu amigo
Meu amigo é respeitado

Eu cozinhei o arroz
O arroz é cozinhado

Verbos passivos (como adjetivos) não podem agir sobre um objeto. Por exemplo:

Eu abri a porta (verbo ativo) – correto
A porta foi aberta mim (verbo passivo) – incorreto
A porta era grande mim (adjetivo) – incorreto

Porém, frases com verbos passivos podem incluir mais informações para indicar por quem (ou o que) a ação foi realizada. Por exemplo:

A porta foi aberta por mim
A porta foi aberta pelo vento
A porta foi aberta pelo guarda

Farei o mesmo para todas as frases passivas que mostrei antes:

O computador foi ligado por mim

A porta foi trancada pelo professor
Meu amigo é respeitado por muitas pessoas
O arroz foi cozido pela minha mãe

Você nunca verá ~을/를 em uma frase predicada por um verbo passivo em coreano porque verbos passivos não podem atuar sobre um objeto. Lembre-se, ~을/를 é usada para marcar objetos nas frases em coreano – e, portanto, seu uso com verbos passivos é impossível.

Este provavelmente é o parágrafo mais importante desta lição inteira: geralmente, não é natural usar verbos passivos em coreano. Em quase todas as situações, é mais natural usar a forma ativa de um verbo. Por exemplo, em vez de dizer “a casa é construída”, é mais natural dizer “alguém construiu a casa” (o que implica que a casa está construída agora).

Ainda assim, entender como os verbos passivos são usados em coreano é crucial para seu aprendizado.

Há muitas maneiras de fazer uma frase passiva em coreano. Nesta lição, veremos as diferentes formas em que isso pode ser feito.

Também é importante lembrar que verbos passivos são verbos – não adjetivos. Estudantes de coreano frequentemente pensam que eles são adjetivos porque eles parecem e soam como adjetivos e nunca agem sobre um objeto. Lembre-se sempre que verbos passivos são verbos. Isso é importante porque você deve conjugá-los como verbos, não como adjetivos.

Ok, vamos começar.

 

 

Verbos Passivos Coreanos – 하다 para 되다

Eu disse algumas vezes que verbos terminados em 하다 geralmente podem ter o 하다 removido para obtermos a forma substantiva deles. 하다 tem, então, o significado de “fazer”.

나는 일했어 = Eu trabalhei

Que tem o mesmo sentido de:

나는 일을 했어 = Eu realizei trabalho/Eu trabalhei

Ao lidar com verbos com 하다, na maioria das vezes você pode simplesmente trocar 하다 por 되다 para tornar o verbo passivo. Por exemplo:

포함하다  = incluir
포함되다 = ser incluído

제공하다 = fornecer
제공되다 = ser fornecido

대체하다 = substituir
대체되다 = ser substituído

Você pode usar verbos passivos para criar frases que tem um sentido similar ao dos verbos ativos respectivos. Estruturalmente, as frases serão diferentes porque a versão passiva de um verbo não pode atuar sobre um objeto. Por exemplo:

이 값은 세금을 포함해요 = Este preço inclui o imposto
세금은 포함돼요 = O imposto é incluído

저는 점심을 준비했어요 = Eu preparei o almoço
점심이 준비되었어요 = O almoço foi preparado

회사는 기계를 대체했어 = A empresa substituiu a máquina
기계는 대체되었어 = A máquina foi substituída

Adicionar a cria 되어 ou 돼, sem diferença no significado. (Por exemplo, 되다 no presente pode ser tanto 돼 quanto 되어. No passado, pode ser 되었다 ou 됐다).

Muitas vezes, o locutor quer indicar por quem/pelo que o almoço foi preparado, ou por quem/pelo que a máquina foi substituída. Por exemplo:

  • O almoço foi preparado pela escola
  • A máquina foi substituída pela empresa

Nos exemplos acima, mesmo que ainda estejamos usando verbos passivos, informações sobre como o verbo passivo ocorreu são dadas. Esse é um exemplo de quando é muito mais comum usar a forma ativa no lugar da passiva em coreano. Seria muito mais natural, em coreano (e bem provável que em português também), dizer “eu preparei o almoço” em vez de “o almoço foi preparado por mim”. Ainda assim, a gramática contida nessas frases é importante, então eu preciso continuar ensinando-a aqui.

Para criar essas frases, você precisa lembrar que frases predicadas por um verbo passivo NÃO podem ter um objeto – isto é, você NÃO PODE adicionar ~를/을 a “a escola” ou “a empresa”. Por exemplo, a frase abaixo seria ridícula e, provavelmente, não seria compreendida de forma alguma:

점심이 학교를 준비되었어요

Nesse tipo de frase, para indicar como/de que maneira o verbo passivo ocorre, você precisa usar partículas diferentes. Se essa parte da frase é uma pessoa, é aceitável anexar a partícula “에게” ao substantivo. Por exemplo:

그것은 이해되었어 = Isso foi compreendido
그것은 학생들에게 이해되었어 = Isso foi compreendido pelos estudantes

집은 청소되었어 = A casa foi limpa
집은 아버지에게 청소되었어 = A casa foi limpa pelo meu pai

Mais uma vez, eu recomendo fortemente que você evite usar a voz passiva em coreano. Eu preciso que você entenda o que é apresentado aqui para que eu possa desenvolver isso nas próximas lições. As duas frases acima seriam ditas de uma forma melhor assim:

학생들은 그것을 이해했어요 = Os estudantes compreenderam isso
아버지는 집을 청소했어요 = Meu pai limpou a casa

A partícula ~에 pode ser usada quando essa parte da frase não é uma pessoa. Por exemplo:

점심이 학교에 준비되었어요 = O almoço foi fornecido pela escola

A partícula “~에 의해” também pode ser anexada aos substantivos que não são pessoas nessas situações, mas a diferença entre ~에 e ~에 의해 não é apresentada formalmente até a Lição 78. Já que estou aconselhando a não usar essa forma passiva, é melhor focar no conteúdo atual e não pular para outra lição.

Lembre-se também do significado de ~(으)로 que você aprendeu na Lição 12. Você aprendeu que ~(으)로 pode ser usada para indicar com qual ferramenta/dispositivo/método/material alguma coisa é feita. Isso significa que você pode dizer algo assim:

저는 집을 청소기로 청소했어요 = Eu limpei a casa com um aspirador de pó

Mas, se você quiser dizer essa frase usando o verbo passivo (ser limpa), teria que usar de novo a partícula ~(으)로 adicionada a 청소기 porque ele foi a ferramenta usada para limpar:

집은 청소기 청소되었어요 = A casa foi limpa com um aspirador de pó, enquanto que:
집은 청소기 청소되었어요 = não está correto, mas a maioria dos coreanos provavelmente te entenderia

Uau. Confuso.

É confuso para mim. Tenho certeza de que é para você e, na verdade, também é para os coreanos – então não fique muito preso à diferença entre ~에/에게 /~(으)로 nessas situações porque, como eu disse, os coreanos não usam verbos passivos tanto quanto usam os verbos ativos.

O que você precisa saber de tudo isso? Como é tão confuso, eu escrevi os pontos principais:

  1. Orações terminadas em verbo passivo nunca podem ter uma palavra com uma partícula de objeto (를/을) dentro delas.
  2. Verbos passivos são conjugados como verbos ativos, mesmo que pareçam adjetivos.
  3. Apesar de orações terminadas em verbo passivo não poderem ter um objeto nelas, outras partículas podem ser adicionadas aos substantivos para indicar como o verbo passivo ocorreu. Essas partículas geralmente são:
    1. 에 – para indicar que alguma coisa ocorreu, mas não devido a uma pessoa
    2. 에 의해 – para indicar que alguma coisa ocorreu, mas não devido a uma pessoa (nós ainda não estudamos isso especificamente)
    3. 에게 – para indicar que alguma coisa ocorreu devido a uma pessoa
    4. ~(으)로 – para indicar com que ferramenta/método algo ocorreu

E mais uma coisa: só porque um substantivo de uma frase passiva tem a partícula ~에 (ou ~에게, ou ~에 의해 ), não quer dizer necessariamente que ele causou a ocorrência do verbo passivo. ~에 também poderia ter a sua função mais familiar de designar um lugar. Nós vimos, por exemplo, esta frase anteriormente:

세금은 포함돼요 = O imposto é incluído

Eu poderia colocar o substantivo “값” na frase para indicar onde o imposto é incluído.

세금은 값에 포함된다 = O imposto é incluído no preço

Note, no exemplo acima, que a partícula “~에” não está denotando que o imposto é incluído pelo preço. Em vez disso, está incluído no preço. Ser capaz de reconhecer coisas assim leva prática e seu entendimento disso aumentará conforme progride em seus estudos. Por enquanto, tente não focar muito nas partes pequenas desta lição e concentre-se mais no todo.

 

 

Verbos Passivos Coreanos – 하다 para 받다

Além da forma usual de trocar 하다 por 되다 para fazer um verbo passivo, há outra forma (similar) de fazer esses verbos. Isso pode ser feito apenas com alguns verbos (normalmente, agindo sobre pessoas), trocando 하다 por 받다 (receber). Por exemplo:

저는 저의 형을 존경해요 = Eu respeito meu irmão
저의 형은 존경 받아요 = Meu irmão é respeitado (literalmente: meu irmão recebe respeito)

A mesma regra aplica-se para ~에 e ~에게, como descrito anteriormente:

교장선생님은 선생님들에게 존경받아요 = O diretor é respeitado pelos professores
나는 너의 말에* 감동받았어 = Eu fiquei impressionado com o que você disse

*Lembre-se que 말하다 significa “falar”. Removendo 하다, se torna a forma substantiva de “falar”, que é “fala/palavras/o que você disse”.

Verbos Passivos Coreanos – Verbos sem 하다

Até agora, você aprendeu a transformar apenas verbos com ~하다 para o passivo. Existem, é claro, muitos verbos em coreano que não terminam em ~하다. Ao lidar com palavras que não terminam em 하다, há uma palavra (normalmente, muito similar) que pode ser usada para indicar a voz passiva. Essas palavras sempre serão apresentadas separadamente nas listas de vocabulário. Aqui estão alguns exemplos:

켜다 = ligar
켜지다 = ser ligado

끄다 = desligar
꺼지다 = ser desligado

닫다 = fechar
닫히다 = ser fechado

As palavras acima são apenas alguns exemplos de verbos ativos e seus equivalentes passivos. Há muitos outros pares ativo-passivo e, infelizmente, não há como saber instintivamente qual é o ativo e qual é o passivo. Em todos os exemplos acima, a palavra mais longa (i.e. a palavra com uma sílaba a mais) é o verbo passivo. Porém, algumas vezes, a palavra mais longa é o verbo ativo. Por exemplo:

붙다 = ser anexado
붙이다 = anexar

끓다 = ser fervido
끓이다 = ferver

Se você olhar para esses exemplos, pode pensar “Oh, então, talvez o padrão seja: se houver um par ativo-passivo em que “이” é a diferença entre os dois verbos, a palavra mais longa será o verbo ativo”. Infelizmente, não é tão simples. Aqui estão dois exemplos de pares ativo-passivo que mostram o contrário:

쓰다 = escrever
쓰이다 = ser escrito

보다 = ver
보이다 = ser visto

Há muitos casos desses pares ativo-passivo em coreano e não há como saber qual é o ativo e qual é o passivo a não ser que você tenha memorizado. Isso é algo que você simplesmente terá que memorizar toda vez que encontrar. O que ajuda é que o verbo ativo geralmente é muito parecido com o verbo passivo – com apenas uma sílaba adicionada ou removida da forma ativa.

Você pode tratar esses verbos passivos como os verbos passivos que aprendeu nas duas seções anteriores (verbos com 되다 e 받다). Certifique-se de usar o verbo passivo e não o ativo (por exemplo, usar 닫히다 em vez de 닫다 em uma frase passiva).

밥은 학교에 의해 제공된다 = A comida é fornecida pela escola
밥은 학교에 의해 제공되었다 = A comida foi fornecida pela escola
문은 바람에 의해 닫혔어요 = A porta foi fechada pelo vento

Ao lidar com esses verbos passivos, no entanto, você precisa pensar se o verbo está ou não em um determinado estado. Por exemplo, todos os verbos passivos que você aprendeu nas duas seções anteriores (하다 para 되다 e 하다 para 받다) não eram verbos passivos em algum estado. Por exemplo:

나는 너의 말에 감동받았어 = Eu fiquei impressionado com o que você disse

Significa simplesmente que você foi impressionado. Não quer dizer que você está no estado “impressionado”. Já nas seguintes frases:

O computador está ligado.
A TV está desligada.
A porta está trancada.

Todos esses substantivos estão em algum estado. O computador está no estado ligado, a TV está no estado desligado e a porta está no estado trancado. Para indicar que algo está “no estado x” em coreano, você deve adicionar ~아/어 있다 ao verbo passivo. Por exemplo:

Como você sabe, 있다 tem muitos usos e significados em coreano. Às vezes, 있다 é um verbo e em outras, um adjetivo.  Quando usada como ~아/어 있다, como está descrito aqui, 있다 é um verbo. Por enquanto, isso só é importante para você ao conjugar na forma simples. No futuro, haverá outras situações em que essa distinção será importante.

저는 컴퓨터를 켰어요 = Eu liguei o computador
컴퓨터가 켜져 있어요 = O computador está (no estado) ligado

저는 TV를 껐어요 = Eu desliguei a TV
TV가 꺼져 있어요 = A TV está (no estado) desligada

저는 문을 잠갔어요 = Eu tranquei a porta
문이 잠겨 있어요 = A porta está (no estado) trancada

Note que ~이/가 é usada nas orações passivas acima. Na maioria dos casos, isso é mais natural nesse tipo de frase. Não se preocupe com isso agora (discutirei esse assunto na Lição 17), e foque mais em como os verbos (tanto ativos quanto passivos) são usados.

Eu entendo que muitas pessoas ficam confusas sobre essa coisa de “estado” dos verbos passivos. Eu gostaria de descrever como essas palavras podem ser usadas para dizer que algo está em um “estado” e compará-las com o mesmo verbo passivo que não está nesse estado. Por exemplo:

저는 문을 닫았어요 = Eu fechei a porta
Esta frase está na voz ativa. Ela tem um verbo ativo e um objeto. Isso não deve ser problema.

문이 닫혔어요 = A porta foi fechada.
Esta é uma frase passiva. Ela está indicando que, em algum instante do passado, a porta foi fechada por alguma coisa ou alguém. Esse é o equivalente passivo exato de “저는 문을 닫았어요” – a única diferença é que nós não temos ideia de quem/o que fechou a porta. Apesar de poder assumir que a porta (depois desse instante) estava no estado “fechado”, a frase não indica isso de forma específica.

문이 바람에 닫혔어요 = A porta foi fechada pelo vento
Esta frase é, em essência, igual à frase anterior, mas nós sabemos como a porta foi fechada nesse caso. Novamente, apesar de poder assumir que a porta (depois desse instante) estava no estado “fechado”, a frase não faz indicação disso especificamente.

문이 닫혀 있었어요 = A porta estava fechada
Esta é outra frase na voz passiva, mas perceba a diferença entre ela e os dois exemplos acima. Aqui, a frase está indicando especificamente que a porta estava no estado “fechado”. Aqui, nós não temos ideia se alguma coisa/alguém a fechou recentemente; tudo o que sabemos é que, naquele instante, a porta não estava aberta.

저는 문을 닫아요 = Eu fecho a porta
Esta é outra frase ativa com um verbo ativo. Apesar de fazer sentido, ela provavelmente não seria dita dessa forma a menos que houvesse algum advérbio ou outra informação (por exemplo, “eu fecho a porta todos os dias às 21h”).

문이 닫혀요 = A porta fecha/A porta é fechada
Mesmo que esteja correta, você precisaria de alguma outra informação para tornar essa frase mais natural (por exemplo, “a porta fecha todos os dias às 21h” ou “a porta é fechada todos os dias às 21h”). Esse é o equivalente passivo de “저는 문을 닫아요” – exceto por não haver informação sobre quem/o que fechou a porta. A frase não está se referindo à porta estar no estado “fechado”, mas que ela fecha de algum modo.

문이 닫혀 있어요 = A porta está fechada
Note a diferença entre este exemplo e o exemplo acima. Essa frase não está se referindo à porta fechando. Só está declarando que a porta está no estado “fechado” atualmente.

문이 닫힐 거예요 = A porta fechará/A porta será fechada
De novo, este exemplo está se referindo à porta fechando. É o equivalente passivo de “저는 문을 닫을 거예요” – exceto por não haver informação sobre quem/o que fechará a porta.

문이 닫혀 있을 거예요 = A porta estará fechada
Esta é uma frase passiva que está indicando que a porta estará no estado “fechado” no futuro. Não indica quem/o que fechará a porta; tudo o que sabemos é que, naquele instante no futuro, a porta estará fechada.

Só porque um verbo ativo tem um equivalente passivo, não quer dizer que você pode adicionar ~아/어 있다 à palavra para descrever que ela está em algum “estado”. Normalmente, isso só é feito para palavras como ligado, desligado, aberto, fechado etc…

Um bom exemplo disso não funcionando com um verbo passivo é 속이다 e 속다.

속이다 = enganar alguém
속다 = ser enganado

나는 친구를 속였어 = Eu enganei meu amigo
Esta é uma frase ativa.

나는 친구에게 속았어 = Eu fui enganado pelo meu amigo
Esta é uma frase passiva.

나는 속아 있다…

…Eu estou…. no estado de ser enganado.

Isso não faz nenhum sentido. Uma vez que você é enganado, você é enganado. Você não continua no estado “enganado” como uma porta continua aberta uma vez que foi aberta.

Aqui está um exemplo que eu estou incluindo só porque tenho o áudio dele. Eu conseguirei mais exemplos para isso em breve com mais áudios:

펜이 탁자에 놓여 있었어요 = A caneta estava (no estado) sobre a mesa

 

 

 

Verbos Passivos Coreanos – 내다 e 나다

Existem várias palavras em coreano que terminam em 나다 ou 내다.

Essas duas tem o mesmo papel de 되다 e 하다, em que uma palavra terminada em 나다 é passiva e uma palavra terminada em 내다 é ativa. Por exemplo:

끝내다 = finalizar
끝나다 = ser finalizado

나다 e 내다 podem ser usadas como verbos sozinhas ou também adicionadas a outras palavras. Ambos os significados são muito complexos e dependem fortemente da situação, mas o sentido geral é:

나다 = acontecer/ocorrer/surgir
내다  = fazer algo acontecer/ocorrer/surgir

Entretanto, nem todas as palavras que terminam em 나다 tem um verbo equivalente com 내다 (e vice-versa). Por exemplo, 어긋나다 é uma palavra (fora de ritmo/sincronia, defasado), mas 어긋내다 não é uma palavra. De qualquer forma, as duas palavras mais comuns terminadas em 나다/내다 são:

끝내다 = finalizar
끝나다 = ser/estar finalizado

고장 내다 = quebrar
고장 나다 = ser/estar quebrado

É muito comum usar a conjugação no passado dessas duas palavras no voz passiva mesmo que a coisa esteja quebrada/finalizada agora. Em português, diríamos estas frases no presente, mas, teoricamente, a coisa/tarefa foi quebrada/finalizada no passado. Por exemplo:

숙제는 끝났어요 = Meu dever de casa está finalizado
컴퓨터는 고장 났어요 = O computador está quebrado

É possível usar a voz ativa para expressar essas frases, mas o uso de “나다” (como visto acima) é mais comum que 내다 nesses casos. Ainda assim, é aceitável dizer:

저는 숙제를 끝냈어요 = Eu finalizei meu dever de casa
저는 컴퓨터를 고장냈어요  = Eu quebrei o computador

Como eu disse antes, 나다 por si só quer dizer “acontecer/ocorrer/surgir”, o que significa que pode ser usada em muitas frases para indicar que algum substantivo “surge”. Três maneiras comuns de usar 나다 são com 기억 (memória), 생각 (pensamento) e 냄새 (cheiro):

아! 그것이* 기억났다! = Ah! Eu lembro disso! (Literalmente – minha memória voltou)
좋은 생각이* 났어요! = Eu tenho uma ideia boa (Literalmente – uma boa ideia surgiu)
그 가방에서 냄새가 났어요 = Essa bolsa é fedorenta (Um cheiro está saindo dessa bolsa)
그 방에서 냄새가 났어요 = Essa sala está fedendo (Um cheiro está saindo dessa sala)

*Lembre-se que 나다 é um verbo passivo e não pode agir sobre um objeto. Portanto, a partícula ~이/가 deve ser usada em “것”. Você aprenderá mais sobre essa estrutura de frase na próxima lição.

Outro exemplo comum de “나다” em uso é o seguinte:

큰 일 났어요!

Literalmente, a tradução é “uma coisa/tarefa/trabalho grande apareceu!”. Em coreano, essa expressão é usada de forma similar a “Ah, não! Uma coisa ruim acabou de acontecer!”. Uma expressão mais comum provavelmente seria “Ah, droga!”.

Você verá “나다” usada em muitas outras palavras enquanto estiver estudando coreano. Os exemplos mais comuns de 나다 (ou sua forma ativa, 내다) são os apresentados acima. Outros exemplos comuns que você aprenderá em breve estão disponibilizados abaixo. Eu não incluí essas palavras no vocabulário do início da lição, então você não precisa memorizá-las agora. Eu estou simplesmente mostrando agora porque elas estão relacionadas ao assunto.

소리 = som
소리가 나다 = o verbo de um som acontecendo (“surgir” um som)

화 = raiva
화가 나다 = estar nervoso (ficar com raiva)

사고 = acidente
사고가 나다 = sofrer um acidente (“ocorrer” um acidente)

땀 = suor
땀이 나다 = estar suando (“brotar” o suor)

전쟁 = guerra
전쟁이 나다 = começar uma guerra (“ocorrer” uma guerra)

멀미 = enjoo, náusea
멀미가 나다 = ficar enjoado (“dar” um enjoo)

Em muitos desses casos, você verá 나다 conjugada no passado enquanto nós, que falamos português, pensaríamos na situação no presente. Para explicar esse fenômeno, deixe-me mostrar um exemplo apresentado anteriormente:

아! 그것이 기억났다! = Ah! Eu lembro disso!

Note que 나다 está conjugada no passado mas eu traduzi a frase para português no presente. Se você imaginar sua memória como uma coisa que pode “surgir”, teoricamente, a memória já surgiu antes que você dissesse a frase – fazendo com que ela esteja no passado. Aqui, o contexto da conversa pode informar se o locutor está se referindo a algo no passado ou no presente.

É possível usar essas palavras no presente, mas isso significaria que o substantivo está surgindo agora. Um bom exemplo da lista acima seria:

땀이 났어요 = Estou suando

Mais uma vez você pode ver 나다 conjugada no passado mas a frase em português está traduzida no presente. Pela natureza da palavra “나다” (surgir/sair) em coreano, quando o suor “sai” do seu corpo, quer dizer que agora você está coberto de suor, o que nós, como falantes de português, diríamos como “eu estou suando”.

Quando 나다 é conjugada no presente nesses casos, insinua que a coisa está “surgindo” neste momento. Em muitas situações, a diferença é negligível e fazer a distinção entre elas seria uma análise desnecessária.

Porém, vamos analisar:

땀이 났어요 = O suor estava saindo do meu corpo… que significa que neste momento há suor no meu corpo… o que significa que estou úmido do suor que saiu do meu corpo

땀이 나요 = O suor está literalmente saindo do meu corpo agora

저는 그것이 기억 났어요 = Eu lembrei disso… que significa que eu também lembro desse fato… o que quer dizer que eu sei do fato que eu lembrei antes

저는 그것이 기억 나요 = Essa memória está, literalmente, vindo à minha mente neste instante

De verdade, essa coisa toda de passado/presente é bem avançada e foi algo que não entendi até muitos anos de exposição à língua coreana. Como iniciante (você ainda é um iniciante se só está na Lição 14!), você não precisa se preocupar em analisar essas coisas. Entretanto, quando eu estava aprendendo, eu gostaria que isso fosse explicado a mim em algum momento; então, aqui eu estou explicando a você.

Eu devo mencionar que não vemos esse mesmo fenômeno quando essas palavras são usadas em frases negativas. Por exemplo, se eu digo:

그것이 기억 안 났어

O fato de sua memória “não surgir” significa que ela não estava lá no momento em que você disse isso? Hã… eu não consigo nem compreender essa frase.

Esse tipo de frase negativa conjugada no passado  com 나다 seria usada apenas para dizer que você não lembrou de algo no passado. Se você quiser dizer que não consegue lembrar de algo neste momento, poderá usar o presente. Por exemplo:

나는 그때 기억이 안 났어 = Eu não lembrei (disso) na época
나는 그것이 기억 안 나 = Eu não lembro disso

 

 

Verbos Passivos Coreanos – Verbos normais

Até agora, você aprendeu a lidar com verbos com 하다/되다/받다, verbos que podem estar em um determinado estado (닫다/닫히다) e verbos com 나다/내다. No entanto, às vezes um verbo que não se encaixa em nenhuma dessas condições pode ser colocado na voz passiva. Tudo o que precisa ser feito nesses casos é adicionar ~아/어지다 ao radical do verbo para torná-lo passivo. Note que isso não pode ser feito com todos os verbos, mas alguns exemplos  comuns são:

주다 = dar
주어지다 = ser dado
(Perceba que a palavra é 주어지다 e não 줘지다)

짓다 = construir
지어지다 = ser construído (짓 + 어 = 지어) + 지다 = 지어지다

기회가 주어졌어요 = Uma chance foi dada a mim
그 집은 한국에서 지어졌어요 = Essa casa foi construída na Coreia

É isso!

Eu te avisei antes que havia muita gramática nesta lição. Apesar de toda a gramática desta lição ser muito importante – e que ela deve ser entendida para continuar seu desenvolvimento de coreano –, tenha em mente que é sempre mais natural usar frases ativas em vez de passivas em coreano.

Tenho certeza de que você está muito confuso! Mas eu fiz o meu melhor para descrever tudo o que alguém precisaria saber ao se preocupar com voz passiva em coreano.

Se você tiver qualquer pergunta ou comentário, fique à vontade para fazer um post no nosso Fórum!

Ok, eu entendi! Leve-me para a próxima lição! Ou,

Clique aqui para ter um livro de exercícios para usar com esta lição.