Menu Close

Lição 27: Usando ~던/었던 Para Descrever o Passado

Vocabulário

Substantivos:
이유 = Razão

방법 = Jeito, método

예술 = Arte, as artes

예술가 = Artista

내용 = Conteúdo

종업원 = Empregado, servidor, trabalhador

기술 = Tecnologia, habilidade

공책 = Caderno

달력 = Calendário

주스 = Suco

우체국 = Correios

대사관 = Embaixada

휴지 = Papel higiênico

햄버거 = Hambúrguer

비누 = Sabão

솓가락 = Colher

간호사 = Enfermeiro

약국 = Farmácia

사회 = Comunidade, sociedade

충격 = Choque, impacto

= Lei

시민 = Cidadão

= Suor

보험 = Seguro

차이 = Diferença

손님 = Convidado, visitante

승객 = Passageiro

대통령 = Presidente

회원 = Membro

오렌지 = Laranja (a fruta)

Verbos:
담다 = Colocar algo em

서명하다 = Assinar

그리다 = Desenhar

밝히다 = Clarear algo, revelar

발음하다 = Pronunciar

포기하다 = Desistir

지나다 = Passar

실패하다 = Falhar

근무하다 = Estar empregado

환승하다 = Transferir em ônibus,

멈추다 = Parar

담기다 = Ser colocado em

Adjetivos:
외롭다 = Ser solitário

소중하다 = Ser significativo, precioso

Advérbios:
따로 =  Separadamente, em particular

영원히 = Para sempre

한때 = uma vez

 

Introdução

Na lição anterior, você aprendeu como ~는 것 pode:

  • Transformar orações em substantivos para fazer sentenças assim:

저는 친구가 사과를 가져오는 것을 원해요 = Eu quero que meu amigo traga maçã

  • Usar verbo para descrever substantivos e fazer orações assim:

저는 과학을 좋아하는 여자들을 좋아해요 = Eu gosto de garotas que gostam de ciência

Agora, vamos desenvolver o que você aprendeu e aplicar ao princípio ~는 것 de outras formas.

 

 

Descrevendo o passado com ~던 e ~았/었던

Antes mesmo de começar essa lição, é bom pontuar que vão ser descritas coisas que a maioria dos coreanos não conseguem distinguir. Quando você está aprendendo sobre as diferenças sutis de uma língua estrangeira, muitas vezes é difícil entender completamente, porque os nativos da língua conseguem sentir a diferença intuitivamente mas expressar não.

Há algum tempo você tem sido capaz de descrever substantivos com adjetivos. Por exemplo:

예쁜 여자 = menina bonita
똑똑한 학생 = estudante inteligente
나쁜 선생님 = professor ruim

Na lição anterior, você aprendeu como descrever substantivos com verbos. Por exemplo, no presente:

영어를 공부하는 학생 = o estudante que estuda inglês
한국어를 가르치는 선생님 = o professor que ensina inglês

… no futuro:

영어를 공부할 학생 = o estudante que estudou inglês
한국어를 가르칠 선생님 = o professor que vai ensinar inglês

… no passado:

영어를 공부한 학생 = o estudante que estudou inglês
영어를 가르친 선생님 = o professor que ensinou inglês

Como você aprendeu na lição anterior (e como você pode ver nos dois exemplos exatamente acima), você pode ligar ~ㄴ/은 ao radical do verbo para descrever um substantivo no passado.

Além de ~ㄴ/은, há outra formas de descrever substantivos no passado. As outras duas formas de descrever no tempo passado incluem o princípio gramatical ~더~. Perceba que há “~” antes e depois da sílaba “더”. Ele foi incluído antes e depois para indicar que não apenas “더” é ligada a coisas, como coisas também são ligadas a si.

~더~  é um princípio gramatical muito avançado e tem muitas aplicações. ~더~ é discutido e introduzido à várias formas que que pode ser usado em lições posteriores da Unidade 5; em que é introduzido ~ 던가 (Lição 117), ~더라 (Lição 118) e ~더니 (Lição 119). Por ora, vamos nos concentrar na nuance que ~더~ dá mostrando como pode ser usado para descrever um substantivo.

Quando você vê ~더~ usado como parte de um princípio gramatical, isso significa que a pessoa que está falando, está recordando/relembrando algum fato experienciado no passado. ~더~ pode ser ligado ao radical de um verbo e ~ㄴ/은 (o mesmo ~ㄴ/은 que descreve substantivos no passado, aprendido na lição anterior) pode ser ligado a ~더~.

 

Simplificando, um dos usos é: radical + ~더~ + ~ㄴ/은

E o que sai é radical do verbo + ~던 – e por isso, pode ser usado para descrever um substantivo no passado. Por exemplo:

내가 입던 것

| Notas da tradutora: No português nós temos o pretérito imperfeito (tempo verbal do passado), os usos dele são bem parecidos com o uso de ~던.

O pretérito imperfeito é usado em situações a qual a pessoa se refere ao passado, sendo incerto e podendo não ter acabado. Ele também dá uma certa sensação de hábito ou algo que se repete.

Dessa forma, ao traduzir ~던, vou usar o pretérito imperfeito em vez do pretérito perfeito.

Porém, eu não encontrei nada que fale sobre a sensação de estar “recordando/relembrando” algo como um dos usos do pretérito imperfeito. Mas pense sobre as frases a seguir em um contexto de estar descrevendo um substantivo e veja quais são as sensações que elas te passam. |

Agora, a parte difícil dessa lição é entender a diferença entre as seguintes:

  • 내가 입은 웃 = As roupas que eu vesti
  • 내가 입던 옷 = As roupas que eu vestia

Primeiro, lembre que quem está falando está recordando/lembrando algum fato experienciado. No segundo exemplo, quem falou está explicitamente expressando que seu pensamento está vindo das memórias – algo que a pessoa lembra de ter feito ou experienciado.

O primeiro exemplo é apenas um simples fato e essa sensação de “memória” não está presente. Isso não significa que o primeiro exemplo não está sendo “recordado/lembrado”, só não está explicitamente expresso.

Isso pode soar ambíguo. Quando perguntado à pessoas coreanas a imagem que elas têm quando escutam ~더~ ( e especificamente em comparação a ~ㄴ/은), elas movem as mãos de um jeito que mostra que algo está estourando ou explodindo da cabeça.

Em teoria, você poderia traduzir o uso de ~더~ de uma forma diferente em uma frase. Por exemplo, você poderia dizer:

내가 입던 옷 = As roupas que eu me lembro de ter vestido

De qualquer forma, nunca traduziria a frase desse jeito. A sensação de “recordando” de ~더~ nesses casos é muito sutil – mas uma sensação – e a menos que o contexto indique o contrário, o foco está mais nas roupas que na lembrança.

Além de ter essa sensação de “memória de algo experienciado”, o uso de ~더~ nas frases acima indica que ação ocorreu repetidamente no passado. A frase “내가 입던 옷” foi justamente escolhida por ser um excelente exemplo para descrever esse uso. As roupas que estão sendo descritas são roupas que quem falou, usou em múltiplas ocasiões ( o que faz sentido, porque são roupas).

Quando você diz “내가 입은 옷”, novamente, você está apenas dizendo um fato simples e não tem informação adicional sobre “memória” ou se você vestiu as roupas uma vez ou várias vezes. Tudo o que está sendo dito é que – em algum momento no passado você vestiu essas roupas – e nenhuma informação a mais é dada. ~ㄴ/은 é um jeito simples de expressar que você vestiu essas roupas no passado.

Então, agora sabemos que adicionar ~던 dá um sentido de experiência pessoal/memória e a ação aconteceu repetidamente. Sabendo disso, olhe para os seguintes exemplos e pense sobre qual estaria correto:

  • 내가 입던 옷
  • 내가 사던 옷

No primeiro exemplo, o ato de “vestir” uma peça de roupa pode acontecer repetidamente ao longo do tempo. Portanto, essa frase é possível.

No segundo exemplo, o ato de “comprar” uma peça de roupa não acontece repetidamente. Uma vez que você compra uma peça de roupa, você não compra de novo. Portanto, essa frase seria inaceitável (ou no mínimo incomum).

A diferença entre as duas frases acimas ilustra esse sentido de “repetição” de ~던. Nas duas frases acima, ~던 foi ligado a dois verbos diferentes para ilustrar essa diferença. Abaixo, o mesmo verbo é usado mas dessa vez ~ㄴ/은 está ligado à primeira e ~던 à segunda. Olhe para os exemplos a seguir e pense sobre qual estaria correto:

  • 내가 태어난 도시
  • 내가 태어나던 도시

No primeiro exemplo, ~ㄴ/은 indica um simples fato no passado e não tem sentido a mais ligado na frase a não ser implícito. Aqui a pessoa está descrevendo a cidade como “a cidade que eu nasci”.

No segundo exemplo, o ato de “nascer” não pode acontecer repetidamente. Portanto, não seria apropriado.

~던 tem outra sutileza que você deveria saber. Quando ~던 é usado, sabemos que a pessoa está recordando algo da memória e a ação ocorreu no passado. É ainda possível que essa ação repetida não tenha sido interrompida e ainda esteja ocorrendo.

Vamos olhar o nosso clássico exemplo “roupas” e vamos descrever isso especificamente:

내가 입은 옷

A pessoa está descrevendo a roupa que ela vestiu. Não tem sentido profundo/escondido/implícito. Tudo o que sabemos é que em algum momento no passado ela vestiu as roupas. A pessoa veste frequentemente/repetidamente? Vestiu uma vez? Ainda está vestindo? Parou de vestir? A resposta para todas essas perguntas é ambígua – e com toda razão. Na maior parte do tempo, em conversas, você não precisa descrever especificamente o substantivo que você está falando. Simplesmente dizer “as roupas que eu vesti” pode ser o suficiente. A  frase em português (“as roupas que eu vesti”) é igualmente ambígua à frase acima.

내가 입던 옷

A pessoa está descrevendo as roupas que ela recorda/lembra ter usado (sendo essa a função de ~더~). As roupas que estão sendo descritas foram vestidas repetidamente no passado e provavelmente ainda estão sendo vestidas – não necessariamente nesse momento mas “esses dias” (ou ao momento em que sendo descrita). Não tem informação especificando se a pessoa parou de vestir as roupas – e a menos que o contrário seja dito, ela provavelmente ainda veste a roupa de vez em quando.

Nas frases mostradas até agora, não tem nenhum contexto adicional dado. Em situações reais com orações completas, é capaz que você tenha mais informações que vão te permitir distinguir a frase melhor. Por exemplo, a construção acima pode ir em uma frase:

내가 지금까지 입던 옷을 내일 버릴 거야 = Eu vou jogar amanhã as roupas que eu vestia até agora

O uso de ~던 nessa frase pode nos dizer o seguinte:

  • Você tem na lembrança de ter vestido
  • Você vestiu repetidamente no passado
  • As roupas não “pararem” de serem vestidas – elas são vestidas até “agora”. Com certeza, você não vai usar mais depois de hoje porque você está jogando fora.

Aqui está mais exemplos:

내가 읽던 책은 재미없었어요 = O livro que eu lia não era divertido
이 빵은 내가 자주 먹던 빵이야 = Esse é o pão que eu comia com frequência
제가 매일 마시던 주스를 샀어요 = Eu comprei o suco que eu bebia todos os dias
여기가 내가 근무하던 곳이야 = Esse é o lugar que eu trabalhava
2015년에 쓰던 달력을 내일 버릴 거예요 = Eu vou vou amanhã o calendário que eu usava em 2015
제가 자주 가던 약국이 오늘부터 문을 닫을 거예요 = A farmácia que eu ia com frequência vai fechar as portas a partir de hoje

Nos exemplos acima, o objeto está sendo descrito por alguma ação feita por “eu”. Uma das sutilezas de ~던 é a sensação de “recordar/lembrar”. Nos exemplos acima, com certeza eu estou me lembrando deles, porque “eu” sou a pessoa que fez as ações. Esse sentido sutil de “recordar/lembrar”, ainda que presente, parece irrelevante. Apesar disso você deve lembrar que ~더~ contém esse sentido.

Em situações em que o objeto está sendo descrito por alguma ação que outra pessoa fez, as sutilezas de ~던 parecem mais aparente. Por exemplo:

이 빵은 슬기가 자주 먹던 빵이야 = Esse é o pão que a Seulgi come com frequência
이곳에 근무하던 우체국 직원이 삶을 영원히 포기했어요 = O trabalhador que trabalhava aqui no Correio, desistiu da sua vida para sempre
길을 밝히던 불이 꺼지고 나서 길이 어두워졌어요 = A rua ficou escura depois que luz que iluminava ela apagou.
방금 들어온 사람은 우리 가게에 자주 오던 손님이야 = A pessoa que acabou de entrar é um cliente que vem à loja com frequência

Como ~던 (através do uso de ~더~) indica que alguém está “recordando/lembrando” alguma coisa, o pão não é apenas “o pão que a Seulgi comia com frequência” mas mais especificamente o “pão que eu me lembro da/experienciei Seulgi comendo com frequência”.

Novamente, essas traduções são sem sentido. Nunca escreveria traduções desse tipo de frase com “lembrar/recordar/experienciar” incluídas. É sempre melhor apenas entender os significados sutis que elas podem ter e esquecer as traduções em português. É difícil pensar em uma boa tradução para ~던. Pensando sobre, com todo o seu conhecimento sobre ~던, como você traduziria o seguinte:

내가 입던 옷

Seria:

As roupas que eu vestia

As roupas que eu costumava vestir

As roupas que eu vestia com frequência

Todas essas frases poderiam ser possíveis em português para descrever ~던 nesses casos, mas ainda parece que não descrevem totalmente as sutilezas que existem em ~던. Para ficar ainda mais confuso, tem outro jeito de descrever um substantivo que se parece com ~던 e tem um sentido semelhante. Vamos falar sobre isso já, já.

———————————–

Até aqui, você tem visto como ~던 pode ser usado para descrever um substantivo e tem comparado a ~ㄴ/은. Por exemplo:

내가 입은 옷 = As roupas que eu vesti – (Simples descrição das roupas no passado)

내가 입던 옷 = As roupas que eu vestia – (Recordando/lembrando as roupas que eram vestidas repetidamente no passado e continuam até o momento descrito)

Também é possível acrescentar ~았/었~ entre o radical do verbo e ~던. Por exemplo:

내가 입었던 옷 = As roupas que eu vesti

Certo, agora é hora de explicar a diferença entre ~았/었던, ~던 e ~ㄴ/은.

Quando ~았/었던 é adicionado a um verbo para descrever um substantivo, a pessoa está indicando que a ação foi finalizada e não está ocorrendo atualmente. Por exemplo, se voltarmos a nossa tentativa de exemplo:

내가 입었던 옷

A pessoa está descrevendo as roupas que ela vestiu no passado. Como ~더~ está incluso, a pessoa está descrevendo as roupas que ela recorda/lembra. As roupas descritas foram vestidas em algum momento no passado (isso pode estar indicado em qualquer lugar da frase) e são roupas não mais usadas.

O sentido e sensação de ~았/었던 é parecido com o de ~ㄴ/은. Muitos coreanos diriam a primeira vista que é a mesma coisa. Mas será feito o melhor para distinguir os dois para você.

Como dito antes, quando você diz “내가 입은 옷”, você está indicando um simples fato e não tem informação a mais em relação a “memória” ou se você vestiu a roupa uma vez ou várias vezes, ou se você ainda veste essas roupas. Tudo o que está sendo afirmado é que – em algum momento no passado você vestiu essas roupas – e nenhuma informação a mais é dada. ~ㄴ/은 é um jeito bem simples de expressar que você vestiu essas roupas no passado.

Dizer “내가 입었던 옷” é parecido, porém, o uso de ~더~ descreve que a pessoa está “lembrando/recordando” isso de memória/experiência. Dizer “내가 입었던 옷” é estar especificamente indicando que a ação de “vestindo as roupas” está finalizada e não está acontecendo mais. É possível que ~ㄴ/은 possa ser usado para expressar isso, mas seu significado é mais amplo e não afirma isso explicitamente.

Os coreanos frequentemente assumem incorretamente que o uso de ~았/었던 indica que muito tempo se passou desde a última ação. Muitos coreanos descreveram assim, então fica difícil dizer que é “incorreto”, porque se os coreanos sentem isso em relação a própria língua, está correto. Como for, o intervalo de tempo de quando a ação parou de acontecer até o tempo presente é irrelevante. Por exemplo, você poderia dizer:

오늘 아침에 입었던 바지

O uso de ~았/었던 não é para mostrar que as calças foram vestidas há muito tempo (e com razão, “essa manhã” não foi há muito tempo). Em vez disso, é usado para mostrar que as calças foram vestidas, e atualmente, não estão mais sendo vestidas. Se você fosse dizer a frase acima, em algum momento desde a manhã, você teria que ter trocado ou tirado as calças descritas, porque o uso de ~았/었던 indica que você não está mais vestindo elas. Compare a frase acima com a seguinte:

오늘 아침에 입은 바지

Como as calças foram vestidas de manhã, é provável que você ainda esteja vestindo elas. Essa frase não afirma explicitamente se você tirou elas ou se ainda está vestindo.

Abaixo estão exemplos de ~았/었던 em uso. Perceba que é difícil traduzir a nuance de ~았/었던 para o português. Usar a estrutura composta “tinha + particípio do verbo” pode ser um jeito de expressar esse sentimento em português mas dependendo do contexto, esse não precisa ser sempre o caso. Ao ler as frases abaixo, tente não dar muita atenção à tradução em português e tente lembrar do propósito de ~았/었던:

그 컴퓨터는 작년에 썼던 거예요 = Esse é o computador que eu usei ano passado

저는 애기가 썼던 휴지를 다 버렸어요 = Eu joguei fora o papel higiênico que o bebê tinha usado

한때 포기했던 시험을 다시 공부했어요 = Eu estudei de novo para o exame que eu tinha desistido uma vez

우리가 지난 번에 먹었던 곳에서 먹고 싶어요 = Eu quero comer no lugar que a gente comeu da última vez

대통령이 여기에 살았던 시민들에게 돈을 줬어요 = O presidente deu dinheiro àqueles que tinham morado aqui

우리가 지난 주에 배웠던 내용을 다시 공부할 거예요 = Eu vou estudar o conteúdo que a gente tinha aprendido semana passada

작년에 사업에 실패했던 남자가 새로운 기술을 발견했어요 = O homem que tinha falhado nos negócios ano passado, descobriu uma nova tecnologia

한때 저의 손님이었던 사람이 이제는 유명한 예술가가 되었다 = A pessoa que foi um cliente meu uma vez, agora virou um artista famoso

고장으로 계속 멈추는 버스를 탔던 승객들이 다른 버스를 탔어요 = Os passageiros que tinham pegado o ônibus que ficava parando porque estava quebrado, pegaram outro ônibus.

Vamos organizar tudo o que foi apresentado até agora:

~ㄴ/은: Conectado ao verbo para descrever um substantivo em que a ação ocorreu em algum momento no passado. Nenhum sentido a mais é dado. Tudo o que sabemos é que em algum momento do passado a ação aconteceu.

~던: Conectado ao verbo para descrever um substantivo em que a ação é lembrada de ter acontecido no passado e está continuamente se repetindo até o presente (ou até o tempo descrito na frase).

~았/었던: Conectado ao verbo para descrever um substantivo em que a ação é lembrada de ter acontecido no passado, mas terminou de ocorrer e atualmente não ocorre.

Os exemplos abaixo mostram traduções comuns para cada um dos princípios gramaticais em uso, porém não há uma forma perfeita de traduzir com precisão qualquer um deles.

내가 입은 바지 = As calças que eu vesti
내가 입던 바지 = As calças que eu vestia
내가 입었던 바지 = As calças que eu tinha vestido

Aqui está uma imagem desenhada pelo dono da página para mostrar a imagem que ele tem na cabeça dele de cada um colocado ao longo de uma linha do tempo. Também estão na imagem outra adições aprendidas na Lição 26:

Não teremos traduções em português para essas, porque usar palavras para descrever quando as calças foram vestidas, em qualquer língua, depende muito do contexto da frase. Note também que há um ponto de exclamação “!” nas duas últimas para representar que há uma sensação de que essas ações estão sendo lembradas de uma experiência.

Descrevendo o Passado com  ~던 e ~았/었던 (Adjetivos)

Você talvez já esteja confortável com isso agora. Mas infelizmente, nós precisamos discutir como ~던 e ~았/었던 podem ser adicionados a adjetivos.

Como você sabe, adicionar ~ㄴ/은 a um adjetivo te permite descrever um substantivo. Por exemplo:

예쁜 여자 = (uma) garota bonita

Embora “예쁜” esteja indicando que a garota atualmente é bonita, nós podemos inferir que ela também era bonita no passado. Na maior parte do tempo, se um substantivo é descrito de um certo jeito por um adjetivo no presente, no passado pode ter sido o mesmo.

Anteriormente nessa lição você aprendeu sobre adicionar ~았/었던 a verbos. ~았/었던 também pode ser adicionado a adjetivos e tem uma função similar de quando é usado com verbos. Quando usado com um verbo, a pessoa está indicando que a ação aconteceu no passado mas já acabou e não está ocorrendo mais.

Se você ligar ~았/었던 a um adjetivo para descrever um substantivo, você está indicando que o substantivo foi de um jeito no passado e já não é mais assim. Por exemplo, pense sobre quão triste essa situação seria:

예뻤던 여자

Isso indicaria que a garota foi (ou “tinha sido”) bonita. De qualquer forma, ela ser “bonita” acabou e ela já não é bonita mais. O uso de ~더~ também traz esse sutil “recordando/lembrando” de uma experiência. Se essa frase acima fosse traduzida, seria algo como:

예뻤던 여자 = A garota que eu lembro que era bonita mas não é mais

Até agora, foi explicado a diferença sutil de nuance entre ~ㄴ/은, ~던 e ~았/었던 quando adicionados a verbos.

Também foi descrito a diferença sutil de nuance entre ~ㄴ/은 e ~았/었던 quando adicionados a adjetivos.

Adicionar ~던 a adjetivos é possível mas é bem confuso.

Após escrever essa página, o criador teve uma conversa com uma professora de Língua Coreana para discutir cada ponto com ela e ouvir sua opinião sobre as observações feitas por ele. Discutiram as diferenças entre ~ㄴ/은, ~던 e ~았/었던 quando adicionado a verbos. E então, conversaram sobre ~ㄴ/은 e ~았/었던 quando adicionados a adjetivos.

Tudo isso conduz a uma outra pergunta:

“Se ~던 é adicionado a verbos para indicar que a pessoa “recorda/lembra” uma ação que ocorreu repetidamente no passado e continua no presente, como passar essa sensação para adjetivos?”

Parecia não fazer sentido mas ainda era bom mostrar pra ela a frase:

예쁘던 여자

Ela disse que não seria usado. E disse que seria incorreto adicionar ~던 diretamente a adjetivos porque um adjetivo não pode “ocorrer” repetidamente no passado. Intrigado, ele olhou para ela e disse “Com certeza ~던 pode ser adicionado a adjetivos.” Ela deu um desafio a ele dizendo  “okay, me mostre uma situação em que ~던 pode ser adicionado a um adjetivo”

Lembre-se, essa conversa aconteceu entre uma pessoa coreana que, sendo sua profissão, ensina Língua Coreana a estudantes do ensino médio e um cara do Canadá.

O exemplo está um pouco acima do seu nível, mas foi o que ele cantou para ela, a música “나에게 넌”:

소중했던 우리 푸르던 날을 기억하며
우~~후회없이 그림처럼 남아주기를
나에게 넌 내 외롭던 지난 시간을

Note que ~던 foi adicionado diretamente a dois adjetivos na curta letra acima. Está ligado a 푸르다 na primeira linha e a 외롭다 na terceira linha. A primeira palavra, 소중하다 tem ~았/었던 ligado a si.

Depois que ela escutou a música, ela percebeu que estava errada. Ela então pensou mais sobre e disse que adicionar ~던 a um adjetivo tem o mesmo sentido que adicionar ~았/었던 mas que esse último seria muito mais comum.

A explicação parecia sem sentido. Não tem como ~았/었던 e ~던 terem o mesmo sentido. O único motivo pelo qual essa história foi compartilhada, é para que você possa ver que mesmo pessoas coreanas, incluindo quem você chamaria de “especialistas” na própria língua, têm dificuldade em distinguir essas coisas.

Muito tempo foi gasto refletindo sobre ~던 sendo ligado a adjetivos e como apresentar a você. Não é tão simples, porque quando usado separado de uma frase, apenas mostrado com um substantivo, muitas vezes não soa natural. Por exemplo:

예쁜 여자 = a garota bonita
예뻤던 여자 = a garota que eu lembro que foi bonita mas não é mais.
예쁘던 여자 – Gramaticalmente, isso é certo mas os coreanos diriam que isso nunca seria dito

De qualquer forma, existem casos em que o adjetivo e o substantivo usado podem fazer com seja apropriado. Por exemplo:

시끄러운 교실 = a sala de aula barulhenta
시끄러웠던 교실 = a sala de aula que eu lembro que era barulhenta mas não é mais

시끄럽던 교실 – Essa frase é possível. Apesar da função de “repetida” de ~던 não poder ser aplicada, a função de indicar que algo ocorre até o presente pode ser aplicado. Se você dissesse isso a um coreano, ele assumiria que a sala de aula era barulhenta até o presente mas simplesmente parou de ser. Se comparássemos isso com “시끄러웠던 교실” os coreanos diriam que a sala de aula era barulhenta no passado e que existe um intervalo entre quando parou de ser barulhenta até o presente

Isso poderia explicar por que uma frase como  “예쁘던 여자” não seria tão natural. Não é realmente possível reconhecer que a garota era bonita no passado e perceber que isso continua até o presente e de repente ela já não é mais bonita. De qualquer forma, poderia ser possível (ainda que lamentável) que uma garota que foi bonita no passado, pelo tempo ter passado, tenha então (presumidamente, durante esse período de tempo) deixado de ser bonita.

Por causa disso, é possível usar alguns adjetivos para descrever substantivos usando ~던, mas nem sempre seria apropriado com outros. Por exemplo:

Novamente, não preste muita atenção na tradução em português

조용하던 길 = A rua que eu lembro que estava quieta até agora
따뜻하던 날씨 = O clima que eu lembro que era/estava quente até agora
맑던 하늘 = O céu que eu lembro que estava claro até agora

For example:

맑던 하늘이 갑자기 어두워졌어요
= O céu que eu lembro que estava claro até agora, de repente ficou escuro

따뜻하던 날씨가 비가 오고 나서 추워졌어요
= O clima que eu lembro que estava quente até agora, ficou frio depois de chover

조용하던 길이 사람들이 집에서 나오기 시작하고 나서  시끄러워졌어요
= A rua que eu lembro que estava quieta até agora, ficou barulhenta depois que as começaram a sair de dentro de casa

———————————

Tem mais uma coisa que é bom dizer no meio de toda essa confusão. Na maioria dos casos – em português e coreano (e talvez qualquer língua) essas diferenças sutis não precisam ser distinguidas. Por exemplo, se fosse dito:

“O céu ficou escuro”

O céu estava claro até agora e então ficou escuro?
O céu estava claro em algum momento no passado e então ficou escuro também no passado?
O céu estava claro em algum momento no passado e então ficou claro no presente?
O céu era claro todos os dias (habitualmente) antes de virar escuro?
O céu vai ficar claro de novo depois de ter ficado escuro?

A resposta para todas essas perguntas – e qualquer outra que você possa pensar – é irrelevante. Como quem está aprendendo coreano, sempre nos encontramos pensando demais nas coisas e ficando preocupados com algo fora de contexto. Na vida real, o contexto normalmente vai te explicar tudo. Por exemplo, olhe como “céu” (하늘) foi descrita de forma ambígua no seguinte exemplo:

맑? 하늘이 갑자기 어두워졌어요

Independente do que fosse colocado no lugar de “?” no exemplo acima, o contexto do resto da frase seria capaz de esclarecer o sentido e o resultado dela. Bem como as frases em portugues abaixo, na prática, têm o mesmo resultado:

O céu que estava claro de repente ficou escuro
O céu que era claro de repente ficou escuro
O céu que costumava ser claro de repente ficou escuro
O céu que é habitualmente claro de repente ficou escuro
O céu que eu lembro que é claro de repente ficou escuro

———————————–

Isso é tudo. Como dito no início da lição – a diferença entre ~던 e ~았/었던 (comparado com outros princípios gramaticais que você aprendeu na lição passada) é muito confusa. Se você chegou até aqui e pensa com você “eu ainda estou um pouco confuso sobre a diferença” – Parabéns! Você é como um típico coreano.

Como foi dito, coreanos – incluindo aqueles que você consideraria “especialistas” na própria língua – não conseguem distinguir precisamente a diferença. Espero que você tenha se divertido com as discussões sobre e espero que você seja capaz de distinguir eles.

Acima de tudo, espero que essa lição não tenha te desligado do coreano para sempre!

É isso!

Okay, entendi! Leve-me para a próxima lição!

For one week only, purchase all six Unit PDFs for $40 instead of $60!